Estátice – Limonium sinuatum

A estátice é uma planta herbácea e muito florífera, originária da região do mediterrâneo, que compreende o sul da Europa, o norte da África e alguns países do Oriente Médio, onde cresce espontaneamente em montes arenosos. Apesar de que na prática é tratada como uma planta anual, ela na verdade é uma planta perene, de vida curta. Apresenta folhas dispostas em roseta, basais, lanceoladas, pinadas com grandes lobos de cada lado, e recobertas por uma áspera pubescência. As inflorescências surgem no verão, e são do tipo panículas de espiguetas, terminais, eretas acima da folhagem e sustentadas por hastes aladas. As flores, densamente arranjadas, possuem um cálice em formato de funil, de textura papirácea e persistente, com cores vibrantes, entre amarelo, coral, azul ou rosa, de acordo com a variedade, e uma delicada corola de cor clara, que pode ser branca, rósea ou amarela.

Uma verdadeira surpresa! A estátice, enquanto cresce, é uma planta sem muitos atrativos. Há quem fale que lembra o mato, que tem jeito de erva daninha. No entanto, durante a longa floração, ela traz um espetáculo de flores para o jardim. Por este motivo, seu uso é indicado para maciços e bordaduras, misturada a outras espécies, num estilo mais livre e informal, como nos jardins “cottage” ou inglesinho. Fica muito bem também em jardins rochosos, de inspiração árida e mediterrânea. Mas o que tornou essa pequena notável tão famosa no mundo todo, foi o fato de suas flores persistirem lindas e coloridas, mesmo após secas, seja no jardim, ou colhidas para duráveis arranjos florais. Se bem desidratadas à sombra, e mantidas longe da luz direta do sol, suas flores dificilmente desbotarão. Também podem ser aproveitadas como flores de corte, mesmo frescas.

Estátice Azul. Nesta foto é possível ver claramente as hastes florais aladas, característicos desta espécie. Foto de Frank Vincentz
Deve ser cultivada sob sol pleno, em solos preferencialmente arenosos, e bem drenáveis, enriquecidos com matéria orgânica e irrigados regularmente, sem encharcar. Após bem estabelecida é tolerante a curtos períodos de estiagem. Aprecia o clima quente e ensolarado do litoral, além de não se importar com a salinidade do solo destas regiões. Não resiste à geadas. Durante o florescimento é interessante fazer uma adubação suplementar, diluída na água das regas e rica em fósforo e potássio. A estátice apresenta uma única e longa floração, portanto não é necessário remover as flores para que floresça novamente. Multiplica-se facilmente por sementes, que devem ser postas a germinar, cobertas, em uma mistura de areia e terra vegetal, mantida úmida. A época ideal para o plantio é na primavera, após a última geada, ou no outono, se houver disponibilidade de uma estufa. Germina em 7 a 14 dias. O escuro favorece a germinação. Transplante quando as plântulas tiverem duas folhas verdadeiras. Plante no jardim apenas na primavera, quando já estiver livre de geadas.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo