Espinafre-da-nova-zelândia – Tetragonia tetragonoides

Compartilhe:

O espinafre-da-nova-zelândia é uma planta rasteira de textura semi-herbácea, muito cultivada para consumo como verdura. É a espécie de espinafre mais consumida no Brasil, o que causa muita confusão com o espinafre-verdadeiro, da espécie Spinacia oleracea, mais consumida nos Estados Unidos e Europa.

O espinafre-da-nova-zelândia apresenta ramagem ereta a prostrada, suculenta, ramificada, lenhosa na base e de cor verde brilhante. As folhas são igualmente carnosas, de formato triangular, dispostas alternas e de verde mais escuro e tamanho menor do que o espinafre-verdadeiro. As inflorescências são axilares, com uma a três flores, que podem ser unisexuadas ou bissexuadas, de cor verde a amarela. Os frutos são do tipo drupa, indeiscentes, com pequenos chifres.

Esta espécie de espinafre, a despeito de pertencer a outra família botânica, é utilizada da mesma forma que o espinafre-verdadeiro. Ela pode ser consumida crua ou cozida, em saladas, e enriquece o valor nutricional e o sabor de suflês, omeletes, recheios de massas e molhos para carnes. O espinafre-da-nova-zelândia tem pouquíssimas calorias (14 kcal) e é rico em vitaminas e minerais. Ele é uma uma ótima fonte de vitamina A (4400 UI), C (30 mg), riboflavina (0,1 mg), B6 (0,3 mg), cálcio (58 mg), ferro (0,8 mg), magnésio (39 mg), cobre (0,1 mg) e manganês (0,6 mg), além de conter boas quantidades de tiamina, niacina (0,5 mg), ácido pantotênico (0,3 mg), fósforo (28 mg), potássio (130 mg) e zinco (0,4 mg). * Quantidades em 100 gramas da planta crua.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Apesar de tolerar uma ampla faixa climática, o espinafre-da-nova-zelândia aprecia o clima ameno (temperatura ótima: 21ºC), produzindo mais nestas condições. Multiplica-se facilmente por sementes. O espaçamento entre as plantas deve ser de 50 cm. O ciclo do plantio até a colheita é de cerca de 70 dias.

Compartilhe:
Um comentário sobre “Espinafre-da-nova-zelândia – Tetragonia tetragonoides
  1. 4 em 5

    Tenho esta planta há mais de 15 anos, sempre sob os citrinos. Servem para o consumo das pessoas da casa, para dar e para as aves. Não dá trabalho porque quando rego os citrinos, estou a regar também os espinafres.
    Já vi um quintal onde está um casal de gansos (guardas) com um grande tufo de espinafres vivos no meio da capoeira. Crescem mais do que aquilo que os animais consomem.

Conte-nos sobre sua experiência com esta espécie

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Publicado em Diretório de Plantas Marcado com:

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.