Equinácea – Echinacea purpurea

A equinácea é uma planta herbácea, perene e muito florífera, conhecida no mundo todo tanto por seu efeito ornamental como por suas qualidades medicinais. Seu caule é ereto e ramificado, formando moitas densas e arredondadas. As folhas são lanceoladas a oval-lanceoladas, de cor verde escura, serrilhadas, ásperas e papiráceas. A floração é de longa duração e ocorre na primavera e verão. Suas inflorescências são do tipo capítulo, semelhantes às das Margaridas. Elas são compostas, hermafroditas, com o disco central amarelo-amarronzado e pétalas marginais nas cores rosa, lavanda ou branca, com diversas tonalidades entre essas cores, de acordo com a cultivar. A polinização é realizada por abelhas e borboletas. Os frutos são do tipo aquênio.

No paisagismo, a equinácea é excelente para a formação de bordaduras, maciços e em misturas com outras espécies de plantas. Ela confere uma atmosfera campesina, rural, ao jardim. Mas isso não significa que se deva evitá-la em jardins elegantes. É apenas uma questão de como utilizá-la. Maciços e bordaduras, em monocromias ou cores complementares resultam em jardins mais sofisticados, enquanto que composições coloridas, livres e alegres se aproximam mais de jardins estilo cottage ou country.

A equinácea também é muito rústica e de baixa manutenção. Em invernos mais rigorosos, a planta perde a folhagem, rebrotando com vigor na primavera. As flores são duráveis e podem ser utilizadas em arranjos florais e bouquets, assim como na forma de flores secas, acrescentando um ar campestre à decoração.

Deve ser cultivada preferencialmente sob sol pleno, em solos bem drenáveis, enriquecidos com matéria orgânica e irrigados regularmente. Não tolera encharcamentos. Depois de bem estabelecida, a planta torna-se bastante resistente a curtos períodos de estiagem. O corte das flores velhas, além de devolver a beleza à planta, estimula a floração subsequente. Suscetível ao besouro-japonês e às lesmas. Multiplica-se pela divisão da ramagem enraizada, estaquia de raízes, mas principalmente por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: Para o aumento da resistência às infecções, Abscessos, Acne, Doenças da pele, Gripes, Resfriados, Doenças venéreas, Erisipela, Feridas, Gengivite, Micoses, Gangrenas, Herpes, Infecções respiratórias, Psoríase, Septicemia, Prevenção de câncer, Resfriados, Hemorróidas, Difteria, Depressão
  • Propriedades: Imunoestimulante, Antiinflamatória, Antiviral, Antibacteriana, Afrodisíaca, Anti-séptica, Depurativa, Imunomoduladora, Antidepressiva
  • Partes Utilizadas: Extratos, Planta toda

Alerta:

O uso medicinal de Equinácea é contraindicado nos seguintes casos: gravidez, aleitamento, hepatites, tuberculose, colagenoses, esclerose múltipla, síndrome da imunodeficiência adquirida e outras doenças imunológicas sem supervisão médica.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo