Clerodendro-branco – Clerodendrum wallichii

O clerodendro-branco é um arbusto escandente ou arvoreta, de textura semi-lenhosa, nativo de regiões tropicais do sudeste asiático e cultivado por sua folhagem e florescimento ornamentais. Apresenta ramagem arqueada, com galhos longos e não muito ramificados. As folhas são verde-escuras, brilhantes, lanceoladas, inteiras, opostas, com nervuras bem marcadas e margens irregularmente denteadas. As inflorescências surgem no outono e são do tipo panícula, terminais, longas, frouxas e pendentes. As flores são delicadamente perfumadas, hermafroditas, brancas, pentâmeras, com estames longos e recurvados para cima e cálice levemente esverdeado. Os frutos que se seguem são drupas globosas, preto-azuladas quando maduras, e protegidas pelo cálice persistente, que se torna avermelhado.

Detalhe da flor. Foto de Kai Yan, Joseph Wong
Com delicados buquês em cascata, o clerodendro-branco tem um tempo de floração relativamente curto, mas não decepciona. De crescimento lento e baixa manutenção, pode ser tutorado através de podas e amarrios a se tornar uma pequena árvore ou mesmo uma trepadeira escandente. Uma das maiores vantagens desta espécie é que ela floresce satisfatoriamente em condições de sombra, o que é bastante incomum para arbustos. Desta forma, é uma planta de eleição para adornar ambiente internos bem iluminados, assim como corredores e outras áreas um tanto escuras do jardim. Convenientemente pode ser conduzida em vasos e jardineiras. Como se não bastasse ainda atrai uma infinidade de borboletas e abelhas durante a floração. Ao contrário de muitas espécies do gênero Clerodendrum, o Clerodendro-branco não emite muitas brotações a partir das raízes, desta forma tem baixo potencial invasivo.

Deve ser cultivado sob sol pleno, meia sombra ou sombra clara, em solo fértil, drenável, com pH neutro a levemente ácido, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o calor e umidade tropicais, no entanto, resiste a geadas leves e sob frio intenso, perde sua folhagem, rebrotando na primavera seguinte. Multiplica-se por sementes e estaquia dos ramos postos a enraizar em substrato mantido úmido.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo