Chuva-de-ouro – Oncidium sp

Oncídio ou chuva-de-ouro são nomes populares dados a um grande grupo de espécies de orquídeas, pertencentes ao gênero Oncidium. A principal característica deste gênero é a presença de um calo situado na base do labelo da flor. O oncídio mais popular é o Oncidium varicosum, de flores quase que totalmente amarelas.

As flores dos oncídios, no entanto geralmente se apresentam amarelas, marrons, verdes, alaranjadas e não raramente tigradas. Outra característica bastante presente é que as pétalas e sépalas são bastante pequenas em relação ao labelo. Na sua maioria epífitas, seus pseudobulbos são ovalados e achatados e contém duas ou quatro folhas cada. Muito utilizados como flor-de-corte.

Devem ser cultivados à meia-sombra, em substrato adequado à espécie, em geral preparados para epífitas, como fibras de côco, casca de pinus, entre outros materiais. Além de se adaptar ao plantio em vasos, vegeta muito bem quando fixado no tronco de árvores com barbante ou sisal. Aprecia a umidade e deve ser irrigado sempre que o substrato se apresentar seco. Tolerante ao frio. Multiplica-se pela divisão da planta, mantendo-se pelo menos três pseudobulbos por muda. Comercialmente multiplica-se por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Bruno Weiss

    As espécies deste grupo florescem vigorosamente, às vezes mais de uma vez ao ano se fornecido, em especial, luminosidade adequada. Em climas mais quentes, em especial da altura do centro de Minas Gerais e todo o mais ao norte, têm dificuldades em se manter adequandamente úmida, mas em locais cobertos com regas abundantes no verão podem se adaptar muito bem e florescer com abundância.
    São frequentemente utilizadas em hibridações, pois suas flores são muito duráveis, algumas com aromas, além de belas e abundantes. Curiosamente, tem maior dificuldade em gerar sementes nos cruzamentos realizados com espécimes aparentados (irmãos, parentais) do que para gerar sementes no cruzamento realizado com espécies de alguns outros gêneros (hibridação). O melhor cruzamento ocorre entre espécimes de mesma espécie, mas que não possuam parentesco próximo.
    Fáceis de cultivar, são uma felicidade para orquidófilos iniciantes assim como para orquidófilos experientes.