Céu-azul – Jacquemontia pentanthos

Céu-azul é uma trepadeira volúvel, perenifólia e semilenhosa, de vistoso florescimento. Sua ramagem é fina, herbácea e ramificada, de cor verde a levemente avermelhada. As folhas são ovaladas a cordiformes, brilhantes, acuminadas, alternas, verdes e com nervuras bem marcadas. O florescimento se estende por todo ano, porém com mais intensidade no inverno e após as chuvas. Suas flores são em forma de sino, azuis e delicadas, despontando em cachos nas axilas foliares. Elas se abrem pela manhã e permanecem abertas durante todo o dia, fechando-se à noite.

A trepadeira céu-azul é ideal para cobrir treliças, cercas de alambrado, e outras estruturas leves nas quais possa se enrolar e subir. No auge de sua floração, é possível ver mais de cem flores abertas em um só dia, com efeito espetacular. Seu crescimento é rápido, controlado e ela é muito rústica. Apesar disso, não é muito grande e nem muito longeva, de forma que seu uso não é indicado para grandes suportes, com colunas muito calibrosas, em jardins com foco mais perene. Também é interessante seu cultivo em vasos e jardineiras, desde que lhe seja oferecido suporte adequado para trepar. Desta forma, ficam perfeitas para entradas de casas e adornando pátios e varandas ensolaradas.

Deve ser cultivada sempre sob sol pleno, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. É capaz de tolerar curtos períodos de estiagem, após o pleno estabelecimento, mas não resiste ao encharcamento prolongado. Tolerante à maresia e salinidade de regiões litorâneas. Perde a beleza com o passar do tempo, necessitando o plantio de uma nova muda. Multiplica-se por estaquia dos ramos.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Alerta:

Por seu rápido crescimento pode se tornar invasiva em determinadas situações.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

  • Marta Cantelmo

    Gostei.