Carambola – Averrhoa carambola

A caramboleira é uma arvoreta ornamental e frutífera, que dá origem a carambola, uma fruta tropical de aparência e sabor exótico, muito apreciada no mundo todo. Ela apresenta folhas imparipinadas, com grandes folíolos ovalados e acuminados, de coloração verde brilhante.

As inflorescências, axilares e em rácemo, são muito decorativas e apresentam pequenas flores variegadas e róseas. Os frutos comestíveis são muito brilhantes e de coloração esverdeada, tornando-se amarelos quando maduros. Ao corte transversal das carambolas, pode-se observar a forma de uma estrela pentâmera. Suas sementes são marrons e pequenas.

Como a carambola não é uma fruta de largo cultivo comercial, é mais comum observá-la em quintais, sítios e chácaras, onde é muito popular. Sua beleza, exotismo e pequeno porte a tornam uma árvore excelente para pequenos jardins, principalmente quando os proprietários desejam árvores frutíferas. Ela pode alcançar até 8 metros, é muito longeva e precoce, frutificando em quatro a cinco anos após o plantio. Também pode ser cultivada em vasos grandes. A frutificação da caramboleira ocorre na primavera e verão. Há muitos cultivares disponíveis, de portes diferentes e frutas mais doces ou mais ácidas. Dos seus frutos ricos em vitamina C, pode-se fazer doces, geléias, sucos, chás e até vinhos.

As caramboleiras devem ser cultivadas sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, leve e enriquecido com matéria orgânica, com bom espaçamento e regas regulares. Planta tipicamente tropical, não é tolerante às geadas. Multiplica-se por sementes.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: escorbuto, diarréias, verminoses
  • Propriedades: vermífuga, anti-escorbútica, anti-diarréica, adstringente
  • Partes Utilizadas: folhas, flores, frutos

Alerta:

Pessoas com problemas renais não devem consumir carambolas, pelo risco de intoxicação. Os frutos contém uma toxina, chamada caramboxina que pode provocar insuficiencia renal, problemas neurológicos e até mesmo a morte, se ingerida em excesso.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo