Bonina – Bellis perennis

 Bellis perennis, Bela-margarida, Bonita, Mãe-de-família, Margarida, Margarida-comum, Margarida-dos-prados, Margarida-inglesa, Margarida-menor, Margarida-rasteira, Margarida-vulgar, Margaridinha, Margarita, Rapazinho, Rapazinhos, Sempre-viva

Foto: Mezuni

A bonina é uma planta herbácea, florífera e perene, conhecida no mundo todo por suas propriedades medicinais e ornamentais. Suas folhas são verdes, espatuladas, carnosas, com margens crenadas ou serradas, pubescentes e dispostas em roseta basal. As inflorescências despontam acima da folhagem, são do tipo capítulo, com pétalas em nuances róseas, brancas ou vermelhas e o centro amarelo brilhante. O florescimento se distribui durante todo o ano, dependendo da época de plantio. Os frutos são secos, ovados, pubescentes e indeiscentes, do tipo cipsela. Há variedades com inflorescências de corola simples ou dobrada.

Esta alegre e delicada margarida, que mais parece um pom-pom nas variedades dobradas, é usualmente utilizada em bordaduras e maciços, assim como em vasos e jardineiras. Suas flores apresentam hastes fortes e são bastante duráveis, prestando-se como flor-de-corte, na composição de arranjos e buquês. Versátil, a bonina também é comestível e medicinal, sendo muito utilizada na forma de cataplasmas e infusões das flores e folhas.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o frio do clima subtropical ou temperado, florescendo em abundância no inverno. A despeito disso, não tolera geadas fortes, devendo ser protegida com palha ou outra forração. Apesar de perene, é cultivada como anual e no máximo bienal, pois perde a beleza e o vigor com o tempo. Multiplica-se por sementes e por divisão dos estolhos.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Medicinal:

  • Indicações: eczemas, queimaduras, inflamações da pele, dores articulares, gota, reumatismo, afecções respiratórias, afecções digestivas, tosses
  • Propriedades: adstringente, cicatrizante, expectorante, antiinflamatória, emoliente, depurativa
  • Partes Utilizadas: folhas, flores

Alerta:

Devido à facilidade de propagação, esta espécie pode se tornar invasiva em determinadas situações.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo