Berbére-japonês – Berberis thunbergii

 Berberis thunbergii, Berbere-japonês, Uva-espim-do-japão

Foto: John Doe

O berbére-japonês é um arbusto lenhoso, decíduo e de pequeno porte, que alcança em média 1 a 1,5 metros de altura. Os ramos são ramificados, finos, em zigue-zague, de córtex marrom e madeira amarela. Neles estão distribuídos numerosos espinhos pontiagudos. As folhas são simples, opostas, de cor verde a verde azulada, em forma de espátula e caem no inverno. Na primavera produz inflorescências do tipo umbela, com pequenas flores de pétalas amarelas e sépalas amarelo avermelhadas, que atraem abelhas. Os frutos se formam no outono, eles são bagas vermelhas, pequenas, ovóides e contêm uma única semente. Também são comestíveis e avidamente devorados por passarinhos.

Há muitas variedades de berbére-japones. Um das mais famosas é a atropurpurea, de ocorrência natural e que apresenta folhas avermelhadas que se tornam alaranjadas no outono. Outras importantes cultivares incluem: “Aurea”, “Bagatelle”, “Bonanza Gold”, “Crimson Pygmy”, ‘Kobold’, “Rose Glow” e “Variegata”, entre outras. As diferenças entres as cultivares geralmente estão relacionadas com a cor das folhas, que pode variar desde o amarelo limão até púrpura intenso, incluindo formas variegadas. Há também plantas mais ou menos compactas e de portes diferentes.

Sua folhagem densa e colorida, aliada a floração e frutificação decorativos tornam este arbusto muito interessante no paisagismo. Ele pode ser plantado isolado, em maciços ou renques, sendo excelente para a formação de cercas vivas. É tolerante às podas, prestando-se tanto para cercas vivas formais como informais, sendo eficiente contra invasores, devido aos poderosos espinhos. Ainda pode ser plantado em vasos e jardineiras, adornando pátios e varandas. Apropriado para Bonsai. É considerada planta invasiva em alguns países.

Deve ser cultivado sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Aprecia o frio de climas temperados e subtropicais. Deve ser manuseado com luvas grossas, devidos aos espinhos. Apresenta crescimento lento, e por conseguinte baixa manutenção. É tolerante à poluição e estiagem, porém não resiste a encharcamentos por períodos prolongados. Multiplica-se por sementes, estaquia, alporquia e divisão da ramagem enraizada.

Se este artigo ajudou você. Então compartilhe este artigo e ajude a divulgar essa informação.

Conte-nos sua experiência sobre o assunto deste artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *