Acorus – Acorus gramineus

Compartilhe:

O acorus é uma planta herbácea, rizomatosa, que a primeira vista parece uma grama (Poaceae), no entanto, ela não é uma grama verdadeira e pertence a uma família própria, a Acoraceae. Dos seus espessos rizomas surgem folhas lanceoladas, brilhantes, levemente curvadas, aromáticas e de cor verde, na espécie típica. No entanto, há diversas cultivares para uso ornamental, com maior ou menor porte, além de folhas mais ou menos fragrantes, variegadas de branco e plantas com folhagem amarela, muito atrativas. Entre essas podemos citar a ‘Ogon’, ‘Variegatus’, ‘Licorice’ e ‘Pusillus’. Floresce apenas quando cultivada como planta aquática, tendo o rizoma submerso na água. As inflorescências são do tipo espádice e de cor branca, discretas, localizadas na base da touceira e tem de pouca importância ornamental. Os frutos que se seguem são bagas minúsculas, carnosas, de cor vermelha.

Utilize o acorus em vasos, como forração para espécies mais altas e em canteiros mistos sob meia sombra, principalmente em áreas com problemas de drenagem. Ela é interessante também no entorno de laguinhos e cursos d’água, como planta palustre ou marginal, oferecendo refúgio para a fauna como pequenos peixes e rãs. Sua folhagem atraente e brilhante e o formato de pequena moita arredondada ajudam a suavizar os acabamentos muitas vezes agudos e pedregosos de lagos artificiais. Suporta o pisoteio leve e libera um aroma agradável, que lembra tangerina e anis, quando tem suas folhas amassadas. Também pode ser utilizada em terrários fechados, por apreciar a umidade constante.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e mantido permanentemente úmido. Quando as pontas das folhas se tornam secas e marrons e a planta murcha com frequência é sinal de que o solo está muito seco. Neste caso, acrescente mais matéria orgânica, cobertura morta e irrigue com maior frequência. No jardim e em clima quente prefira plantar o acorus sob condições de meia sombra, sob pena de ter uma folhagem com mal aspecto. Já em lagos e em clima temperado, a condição de sol pleno lhe será benéfica. Multiplica-se por divisão das touceiras realizadas no fim do inverno.

Compartilhe:

Medicinal:

  • Indicações: Micoses, Infecções, Reumatismo, Cólicas, Febre, Verminose, Diarreia, Sangramentos, Dor de estômago, Tosse, Bronquite, Asma, Neurastenia, Depressão, Epilepsia, Dermatoses, Hemorróidas
  • Propriedades: Antifúngico, antibacteriano, antireumático, antiespasmódico, diurético, sudorífico, carminativo, diaforético, emenagogo, febrífugo, sedativo, estimulante, estomáquico, tônico, vermífugo, inseticida
  • Partes Utilizadas: Raízes e rizomas

Conte-nos sobre sua experiência com esta espécie

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Publicado em Diretório de Plantas

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.