Glossário

Compartilhe:
  • S  (continua)

  • Seleção

    Ato ou efeito de selecionar. Escolha fundamentada. Processo de escolha e eliminação de indivíduos que não atendem as características determinadas para o grupo.

  • Semeadora

    Máquina agrícola que dosa e distribui sementes no solo, podendo ser manual, de tração animal ou motorizada ou automotriz.

  • Semeadura

    Operação que consiste em colocar sementes no solo ou em recipientes para que germinem e formem plantas. No solo, as sementes podem ser colocadas a lanço ou dispostas nas linhas ou em covas.

  • Sementão

    Denominação dada à árvore com idade, dimensão e estrutura favoráveis para a produção de sementes.

  • Semente

    Óvulo (ovo fecundado) maduro e desenvolvido que conduz o embrião e está incluído no fruto. Quase sempre, é envolvido por um tegumento e por dentro dos tegumentos há só o embrião, ou este se acompanha de endosperma. Recipiente em que o embrião pode permanecer em estado de vida latente durante longo período.

  • Sementeira

    Local onde são depositadas as sementes com objetivo de germinação e posterior transplante. Podem ser canteiros ou tabuleiros dispostos em locais especiais que facilitem a germinação como aeração, luminosidade, umidade, isolação, proteção contra ataque de insetos, pássaros e outros animais.

  • Semente ortodoxa

    Óvulo maduro e desenvolvido que tolera o dessecamento em baixos teores de umidade, sem danos em sua viabilidade. Esta categoria, normalmente, tolera temperaturas abaixo de zero em armazenamento a longo prazo.

  • Semente recalcitrante

    Óvulo maduro e desenvolvido que não sofre desidratação, durante a maturação é liberado pela planta mãe com altos teores de umidade. É sensível a baixas temperaturas e a secagem (morre se o conteúdo de umidade e a temperatura forem reduzidos abaixo de um ponto crítico).

  • Senescência

    Falha geral de várias reações bioquímicas que precedem a morte celular, esta fase se estende da maturação completa até a morte.

  • Sépala

    É uma peça constituinte da flor, situada no seu verticilo mais externo desta. São estruturas foliáceas, normalmente menores e mais consistentes do que as pétalas, e na maior parte dos casos têm a função primordial de proteger o botão floral, fechando-se sobre este antes da antese.

  • Serragem

    Pó fino resultante do processo de corte da madeira. Seu uso como fertilizante ou nos compostos orgânicos deve ser cauteloso, principalmente como cobertura morta, pois quando molhada forma blocos compactos que podem prejudicar a germinação das sementes e dificultar ou impedir a absorção de água pelo solo. Sua degradação pode durar até 10 anos.

  • Serrapilheira

    Camada de folhas, galhos e matéria orgânica morta que cobre o solo das matas.

  • Séssil

    Diz-se do órgão fixado diretamente à parte principal de um ser vivo. Algo inserido diretamente, sem pedículo ou haste de sustentação.

  • Sicônio

    É um tipo de inflorescência em que as flores são sésseis e inseridas em um receptáculo carnoso que se fecha sobre elas, deixando apenas uma abertura no ápico.

  • Síliqua

    É um tipo de fruto seco e deiscente, constituído por dois carpelos. Em seu interior há um septo plano, onde inserem-se as sementes, em ambas as suas faces (encerrando-as em cada um dos dois lóculos formados). Este septo, na abertura do fruto, destaca-se de ambos os carpelos, expondo as sementes ao vento. Ex. Ipê-amarelo.

  • Silte

    Material sedimentar composto de pequenas partículas de minerais diversos, de tamanho compreendido entre a areia e a greda, ou seja, entre 0,05mm e 0,005mm de diâmetro, que normalmente constituem mantos situados no solo.

  • Sinomônio

    Substância exalada ou extraída de plantas que apresenta característica benéfica tanto para elas como para os receptores, como, por exemplo, o aroma exalado por uma planta que atrai insetos, aves ou herbívoros, possibilitando a polinização e continuidade da espécie. Sinônimo: Sinomona.

  • Socalco

    Ver terraço.

  • Solo

    É a camada que recobre as rochas, sendo constituído de proporções e tipos variáveis de minerais (formados por intemperismo da rocha subjacente, a rocha-mãe) e de húmus (matéria orgânica decomposta por ação de organismos do solo). Também se refere, de modo mais restrito (especialmente na agricultura), à camada onde é possível desenvolver-se a vida vegetal.

  • Soro

    É um grupo de gametângios ou de esporângios que produzem, por meio de meiose, esporos para a formação do prótalo.

  • Subsolador

    Implemento agrícola que mobiliza o solo em profundidade através de hastes retas, curvas ou parabólicas, rompendo camadas compactadas que dificultam a penetração das raízes e a infiltração de água.

  • Subsolo

    Parte situada abaixo do solo, pobre em matéria orgânica, onde é encontrada a maior parte dos minérios e de água.

  • Substrato

    Qualquer material que contém nutriente e que serve de base para o desenvolvimento de um organismo.

  • Subulada

    Folha de forma afilada, com a ponta mais estreita que a base.

  • Sulcador

    Implemento agrícola que executa a abertura de sulcos para semeadura, plantio ou transplante de diversas culturas.

  • Sustentável

    É um modelo de agricultura onde busca-se a manutenção da produtividade e da produção agrícola com o mínimo possível de impactos ambientais, através do equilíbrio entre plantas, solos, nutrientes e outros organismos coexistentes.

  • T

  • Talo

    Caule. Corpo vegetativo das plantas inferiores, filamentoso ou laminar, constituído de células pouco diferenciadas. Às vezes, apresenta aspecto bastante complexo, como se fosse uma planta superior, mas é só aparência: não há nem caule, nem raiz, nem folhas legítimas. As algas, fungos e liquens têm talo.

  • Talude

    Superfície inclinada do terreno, na base de um morro ou na encosta de um vale, normalmente feita artificialmente e utilizada para conter processos de erosão.

  • Tamponamento

    Ato ou efeito de controlar o pH (de uma solução) mediante a adição de solução tampão, ou de reagentes que a formem.

  • Tanino

    Substância adstringente extraída da casca de algumas árvores, que dão coloração azul com sais de ferro sendo solúvel no álcool ou na água e empregada no curtimento de peles e na conservação dos vinhos.

  • TanqueReservatório de pedra, fibra, plástico, lona, alvenaria ou de metal, para conter água. Reservatório capaz de conter água, destinado a criação de seres aquáticos (peixes, rãs, algas, plantas aquáticas, etc.)
  • Tecido

    Conjunto de células de origem comum igualmente diferenciadas para o desempenho de certas funções, em um organismo vivo.

  • Tegumento

    Revestimento externo da semente.

  • Ternifoliada

    Folha divida em três folíolos.

  • Terófita

    Denominação genérica das espécies vegetais que têm ciclo de vida anual.

Compartilhe:

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.