Glossário

Compartilhe:
  • P  (continua)

  • Polinização

    É o ato da transferência de grãos de pólen de uma flor para o estigma de outra flor, ou para o seu próprio estigma. Pode-se dizer que a polinização é o ato sexual das plantas espermatófitas, já que é através deste processo que o gameta masculino pode alcançar e fecundar o gameta feminino.

  • Polpa

    Substância carnuda e macia que reveste as sementes de alguns frutos, podendo ser extraída por processos químicos ou físicos para ser utilizada na produção de sucos, geléias e doces.

  • Polvilhadora

    Máquina agrícola utilizada para aplicação de defensivo sob a forma de um jato de pó sobre a parte aérea de uma planta.

  • Pomar

    Lavoura destinada ao cultivo de árvores frutíferas. Local onde existe grande quantidade de árvores frutíferas. Área, lavoura ou plantação de árvores frutíferas.

  • Potássio

    Macronutriente essencial como elemento ativador de numerosos processos enzimáticos, porém não forma nenhum composto orgânico. Participa ativamente na síntese e transporte de açúcares e é fundamental nas culturas produtoras de amido e na cana de açúcar. É o segundo nutriente mais absorvido pelas plantas, ajuda a formação de açúcares e proteínas e controla a absorção e perda de água pela planta aumentando a resistência das mesmas contra pragas e doenças. A ausência ou deficiência de potássio pode causar manchas brancas ou amareladas nas folhas e caules finos e fracos.

  • Pousio

    Período de tempo em que um solo é deixado em repouso, isto é, sem cultivo de lavoura, para recuperar suas condições de fertilidade. Normalmente se cultiva algum tipo de adubo verde para incorporá-lo posteriormente ou se utiliza uma cobertura morta para não deixar o solo exposto a fatores que causem erosão. Repouso.

  • Povoamento

    Conjunto bem delimitado de plantas arbóreas plantadas numa determinada área.

  • Praga

    Insetos, fungos ou outros animais ou vegetais nocivos a determinadas culturas. Muitas das pragas e doenças que afetam as plantas são provenientes da ação destes organismos, porém elas só são atacadas quando estão desequilibradas ou não estão sendo cultivadas corretamente.

  • Propagação

    Multiplicação dos seres vivos por meio da reprodução sexuada ou assexuada; proliferação.

  • Prótalo

    É um indivíduo de vida curta que produz gametas para dar origem a uma nova planta. Corresponde a fase de gametófito (fase sexuada) das pteridófitas.

  • Protozoário

    Sub-reino do reino animal que compreende todos os seres constituídos por uma única célula, muito comum na natureza e que provoca doenças no homem, nos animais e nos vegetais.

  • Psicofilia

    Tipo de polinização efetuada por borboletas.

  • Pubescente

    Denominação para qualificar plantas ou seus órgãos que apresentam tricomas(pêlos) esparsos e curtos, conferindo, quando muito, uma sensação de leve aveludamento e um certo reflexo brilhante sob a luz.

  • Pulverizador

    Instrumento utilizado para projetar matéria pulverizada ou espargir líquidos em gotas muito tênues. Utilizado na agricultura para distribuir fertilizantes ou defensivos.

  • Pungência

    Substância picante encontrada nas hortaliças.

  • Putrefação

    Processo de oxidação natural que ocorre em virtude da ação de bactérias e fungos que transformam os aminoácidos em gases. Decomposição biológica de matéria orgânica, com formação de odor desagradável, associada a condições anaeróbicas.

  • Q

  • Quarentena

    Período de observação, confinamento e inspeção aplicado a plantas e animais ou suas partes, normalmente de quarenta dias, para que sejam cumpridas as normas de biossegurança, como forma de prevenção da disseminação de pragas, doenças ou a proliferação de espécies indesejadas.

  • Quebra-vento

    barreira que impede ou controla a ação dos ventos normalmente utilizada para proteger campos, culturas, aglomerados urbanos ou outros locais. As barreiras podem ser naturais, como um acidente geográfico (morro, florestas, paredões de pedras etc.) ou artificial feita pelo homem (aléias, fileiras de plantas, aterros etc.).

  • Quiescência

    Parada temporária do desenvolvimento ou de outra atividade de um organismo devido a condições ambientais desfavoráveis.

  • Quiropterofilia

    Tipo de polinização realizada por morcegos.

  • R

  • Racemo

    Tipo de inflorescência, onde as flores são pediceladas e dispostas em uma raque simples. Sinônimo: Rácimo.

  • Raiz

    É o órgão das plantas que tipicamente se encontra abaixo da superficie do solo. Tem duas funções principais: servir como meio de fixação ao solo e como órgão absorvente de água e nutrientes.

  • Raiz axial

    Raiz principal, bem desenvolvida, que se forma mediante o crescimento da radícula do embrião.

  • Raleio

    Tornar ralo ou menos denso uma população vegetal através da eliminação de alguns indivíduos ou parte deles como ramos, galhos, frutos e flores, normalmente utilizada para obter produtos mais desenvolvidos.

  • Rama

    Ramos e folhagens das árvores ou outro qualquer vegetal.

  • Ramificação

    Conjunto de ramos em que se subdivide um caule.

  • Ramo

    Ver galho.

  • Ráquis

    É a designação dada ao eixo central de estruturas biológicas ramificadas, como inflorescências e folhas pinadas. Sinônimo: Raque.

  • Raquitismo

    Doença causada por bactérias em espécies vegetais impedindo seu crescimento regular.

  • Rastelo

    Instrumento agrícola, semelhante a um ancinho, constituído de uma grade com dentes, de ferro ou madeira, com a qual se aplaina terra lavrada.

  • Ravinamento

    Sulcos produzidos nos terrenos, devido ao trabalho, erosivo das águas de escoamento.

  • Recepa

    Poda baixa, drástica, em que se deixa apenas o tronco e estimula a formação de uma nova copa nas árvores. Este tipo de poda é considerada condenável em árvores ornamentais, no paisagismo urbano, por deformar as árvores e retirar seu aspecto natural.

  • Reciclagem

    Obtenção de material a partir de resíduos ou material já utilizado, introduzindo-os de novo no ciclo de utilização.

  • Reflorestamento

    Instalação de floresta numa área onde esta já foi explorada ou deixou de existir por qualquer razão.

  • Regime de talhadia

    Tipo de regime em que a perpetuação dos povoamentos se dá de forma assexuada, ou seja, é conseguida através da obtenção e do aproveitamento de rebentos de origem caulinar ou radicular, o que é possível apenas em algumas espécies.

Compartilhe:

Newsletter

Receba grátis as novidades
do Jardineiro.net no seu e-mail

Seja nosso fã

Visite o perfil de Jardineiro.net no Pinterest.